CIDADANIA: O que é?

“Cidadania? "– Os «Refugiados» e Os «Bombardeados»

No passado dia 13 de outubro, o Sr. Engenheiro António Guterres profere em Assembleia-geral, na presença dos 193 membros das Nações Unidas, a sua primeira declaração enquanto novo Secretário-geral da Organização das Nações Unidas (ONU).
Desta, pode ser retirada a seguinte questão: Onde reside a Dignidade Humana e a Justiça Social?
A título de exemplo, quem olha para a dignidade da pessoa humana, no caso dos refugiados ou mesmo daqueles que permanecem quer na Líbia quer na Síria e são vítimas dos bombardeamentos?

Nestes casos, a intervenção militar nesses locais passa pela utilização de armamento. É, no fundo, combater uma guerra por meio da guerra. Causando assim, um ambiente destrutivo e mesmo, letal. Trata-se assim de um paradoxo, pois com o propósito de defender a vida, no que se refere à intervenção militar humanitária, acaba-se por aniquilar umas quantas.

Como também o nosso recém líder da ONU afirmava é necessário consolidar a paz, e certamente esta não se instaurará por meio de forças militares com recurso a armamento. O que se pertente, então é um cessar-fogo, uma ajuda que passe pela não-violência, com o apoio de toda a sociedade civil, bem como de organizações supranacionais, como a ONU.  Assim, procurar que se possam estabelecer pontes, como este também afirmava, na ajuda aos refugiados e àqueles que nos países em estado de guerra se encontram. Como, uma boa governação, que tenha presente a igualdade de género como um valor fundamental, entre homens e mulheres. Onde haja uma participação ativa na vida social e política destes intervenientes, de forma a cumprir o que vem expresso na Declaração Universal dos Direitos Humanos, de 1948. Este deverá ser o intuito de cada um de nós, que os Direitos Humanos sejam respeitados!

Neste sentido, imbuídos pelo testemunho vivo do Pe. Abel Varzim, exemplo vivo do cumprimento e respeito pelos valores expressos na declaração, acima citada, sobretudo na questão da dignidade humana, bem comum e solidariedade social, apresentamos o seguinte texto:

CIDADANIA: O que é? 
Para que se possa falar acerca do que é a Cidadania, é necessário, em primeiro lugar, ter em conta as seguintes considerações: o sentido de liberdade e envolvimento pessoal, a participação individual e coletiva sob vários níveis da sociedade, e, ainda o papel da representação, principalmente política, na construção e transformação da «cidade dos homens [e mulheres]». É o que se espera que aconteça na…
(ler mais)