Se a semente não “morrer”… não dará fruto

Globalização e Progresso Tecnológico

Quer discordemos, quer concordemos, a Globalização está instalada. E, como em outras iniciativas humanas, ela tem aspetos positivos para alguns poucos, os «poderosos», e aspetos negativos  para muitos, os «fracos». 
No entanto os «poderosos» não prosperam sem os «fracos», e assim, a sociedade tem de organizar-se para que haja um equilíbrio entre todos os humanos, pois um futuro de paz e prosperidade só será alcançado com esforço e trabalho de todos.

Um nosso associado enviou-nos o seguinte texto que aborda esta realidade:

«Surtos de globalização e de progresso tecnológico necessitando de inovadoras e generosas regras de convivência

Se a semente não “morrer”… não dará fruto
        A história da humanidade mostra uma sucessão trágica de guerras, cativeiros, êxodos, violências e injustiças, entrosada e sempre superada por uma sucessão ditosa de progressos, na técnica, na arte, no direito, na filosofia, na ciência, na saúde, no bem-estar...
        Os erros, dos governantes e dos povos que os suportam, ou que até os escolheram, originaram desgraças, atrasos e até retrocessos, não só nos respetivos países e períodos, mas também a nível global (as “primaveras árabes” figuram entre os exemplos mais recentes). Contudo, e apesar dos muitos períodos difíceis e das profundas desgraças regionais que foram acontecendo, concretizando aflitivos retrocessos, o mal nunca teve a última palavra. … / …
»

Continuar a Ler