- 50 anos da «POPULORUM PROGRESSIO»

Versão de impressão

- «DESENVOLVIMENTO DE TODOS OS HOMENS E DO HOMEM TODO»

Em Congresso, realizado em Estado da Cidade do Vaticano, por ocasião comemoração dos 50 anos da Encíclica «Populorum Progressio» (O desenvolvimento dos povos), intitulado «Perspetivas para o serviço do desenvolvimento humano integral: 50 anos da Populorum Progressio», o Papa Francisco, dirigindo-se aos congressistas convidou-os a analisarem a fórmula proposta pelo Papa Montini na citada Encíclica -  "Desenvolvimento de todos os homens e do homem todo" -

O que significam, então, estes conceitos para o futuro próximo? - perguntou o Papa, que a seguir convidou a examinarem juntos alguns aspetos, como seja: integrar os diversos povos da terra, oferecer modelos praticáveis de integração social; integrar no desenvolvimento todos os elementos que o tornam realmente tal; integrar a dimensão individual e comunitária; integrar corpo e alma.
Frisou ainda o seguinte aspeto:
“O dever de solidariedade obriga-nos a procurar modalidades justas de partilha, para que não exista a dramática desigualdade entre quem muito tem e nada tem, entre quem descarta e que é descartado. Somente o caminho da integração entre os povos permite à humanidade um futuro de paz e de esperança”.

Este será, pois, um grande problema social que tem atravessado várias épocas – as profundas desigualdades entre ricos e pobres – perante isto, qual o nosso papel? Como possíveis agentes de mudança neste mundo.
A Encíclica «Populorum Progressio», apesar de ser um documento publicado há 50 anos, continua muito atual, nas suas duas vertentes, que se dirigem para:

  • O DESENVOLVIMENTO INTEGRAL DO HOMEM
  • UM DESENVOLVIMENTO SOLIDÁRIO DA HUMANIDADE

2017, abril 05

Ler Encíclica: